Alberto Oliveira


A Ásia seguiu reforçando as compras da Bahia, liderando os destinos - Foto: Rafael Martins | Secom

O resultado das exportações baianas em abril (US$ 1,5 bilhão) é o maior da série histórica iniciada em 1998, alta de 73,4% em relação ao valor apurado em igual mês de 2021.

Março também registrou um recorde histórico de vendas para o exterior, refletindo o impacto da guerra Rússia-Ucrânia sobre os preços dos produtos exportados e o descompasso entre oferta e demanda resultante da pandemia de Covid, ntensificado com o impacto dos fechamentos na China (uma tentativa de bloquear o avanço do coronavírus).

Os preços das commodities (que representam 85% da pauta de exportações do estado) subiram 43,5%, se comparados com os de 2021 e o volume embarcado subiu 20,8% em abril.

Números divulgados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria de Planejamento (Seplan), mostram que no acumulado de janeiro a abril as exportações baianas atingiram de US$ 4,07 bilhões, resultado 54,7% superior ao mesmo período de 2021. 

Houve crescimento em abril de 101,7% nas exportações da indústria de transformação, com destaque para os derivados de petróleo (alta de 193,1%), embalados pelas altas cotações do petróleo no mercado internacional a partir da guerra entre Rússia e Ucrânia.

A Ásia seguiu reforçando as compras da Bahia, liderando os destinos, com 37,3% de participação nas exportações em abril.

A fatia da União Europeia ficou em 19,3%, enquanto que a América do Norte respondeu por 10,7%.

 

..:: ::..

Mais voos

O aeroporto de Salvador vai receber rotas inéditas para Montes Claros (MG) e Campo Grande (MS).

Em julho, 37 frequências serão adicionadas pela GOL Linhas Aéreas, reforçando a oferta em 18 destinos durante a alta temporada. 

Entre as frequências sazonais disponibilizadas, voos para Cuiabá (três vezes por semana), Florianópolis e Palmas (uma vez por semana).

A oferta será ampliada para destinos de praia, como Fortaleza (+5), João Pessoa e Natal (+2), além de outros como São Luís/Lençóis Maranhenses (+3) e Porto Alegre/Gramado (+2).

Haverá, ainda, aumento de voos para Brasília (+1), São Paulo - Congonhas, Guarulhos e Viracopos (+7), Belo Horizonte (+3), Goiânia (+4), Recife (+1) e Vitória (+2).

..:: ::..

Vendas baianas

O resultado das exportações baianas em abril (US$ 1,5 bilhão) é o maior da série histórica iniciada em 1998, alta de 73,4% em relação ao valor apurado em igual mês de 2021.

Colunas anteriores
Ver mais notícias desta seção: mais recentes · mais antigas