Boa Notícia / Mundo

Esmolaria do Papa doa 15 mil sorvetes para presídios de Roma

Órgão também levou moradores de rua para praias

Foto: Agência Ansa
Konrad Krajewski informou ações da Esmolaria durante o verão europeu
Konrad Krajewski informou ações da Esmolaria durante o verão europeu

A Esmolaria do papa Francisco doou cerca de 15 mil sorvetes para detentos que estão nos maiores presídios de Roma, o Regina Coeli e Rebibbia, informou o cardeal Konrad Krajewski nesta terça-feira (7).

O esmoleiro informou que nessa época de verão europeu, o braço da Igreja que foca na caridade "não entrou de férias" e que fez diversas ações com as pessoas que são atendidas tanto na Itália como em outros países do mundo.

"Como todos os anos, também levamos pequenos grupos de pessoas sem residência, que são hospedados nos nossos dormitórios, para praias ou para os lagos de Castel Gandolfo, para um dia de relaxamento. Depois, foram jantar em uma pizzaria", acrescentou.

Krajewski também falou sobre as doações feitas pela Igreja Católica para ajudar outros países a combaterem a pandemia de Covid-19, como a doação de "remédios, respiradores e material sanitário expedidos pelo Vaticano pelo corredor humanitário da Santa Sé".

Ainda foi doado um aparelho de tomografia de US$ 600 mil para Madagascar, além de doações em reformas e construção de ambulatórios médicos na África em valor superior a US$ 2 milhões.

"As obras de misericórdia, corporal e espiritual, estão no Evangelho. Se valem para todo cristão, elas são indicações ainda mais preciosas para regular também todas as ações do Escritório de caridade do papa Francisco", acrescentou o cardeal.