Fim de Semana / Música

Orquestra Sinfônica Heliópolis se apresenta neste domingo com Luiz Fernando Venturelli e Leo Mancini

O evento será transmitido ao vivo, direto do auditório do MASP, por meio do YouTube do Instituto Baccarelli, neste domingo (25) às 17h

Foto: Divulgação
Música
Orquestra Sinfônica Heliópolis

"Rock sinfônico" é o que promete o encontro da Orquestra Sinfônica Heliópolis (OSH), do Instituto Baccarelli - uma das organizações sem fins lucrativos mais respeitadas no Brasil por proporcionar ensino de excelência combinando três eixos: cultural, educacional e social - com o violoncelista, Luiz Fernando Venturelli, e o guitarrista Leo Mancini, neste domingo (25/10) às 17h00.

A apresentação será online e transmitida ao vivo, no formato de live, por meio do canal de YouTube do Instituto Baccarelli, diretamente do Auditório do Masp, dando continuidade à ‘Temporada 2020 da OSH’. O ingresso que dá acesso ao evento está disponível gratuitamente na plataforma Sympla.

Sob a regência do maestro Edilson Venturelli, a apresentação será dividida em duas partes. Na primeira, a OSH recebe Luiz Fernando Venturelli (foto) e juntos apresentam o ‘Concerto para Violoncelo de Haydn’.

Na segunda parte, acontece o "encontro do erudito com o Rock 'n' Roll", e a OSH recebe no palco o guitarrista Leo Mancini e banda e Luiz Fernando Venturelli com um cello elétrico.

A apresentação seguirá o protocolo de segurança sanitária para prevenção contra a Covid-19 desenvolvido pelo próprio Instituto Baccarelli, baseado em diversos protocolos dos meios cultural e musical. 

Produzido com estrutura e qualidade de estúdio de TV, o concerto contará com sonorização e iluminação de ponta, graças a parcerias do Instituto Baccarelli com as melhores empresas do mercado, apoiadores do evento ao lado dos patrocinadores do instituto.

"Encontros entre os mais variados estilos de música é sempre uma honra e uma alegria para nós do Instituto Baccarelli. A pluralidade dos estilos musicais de Leo Mancini e de Luiz Fernando Venturelli se somam à musicalidade erudita da OSH e reforça que não há barreiras para a arte", destaca o diretor executivo do Instituto Baccarelli e maestro da OSH, Edilson Venturelli.

Luiz Fernando Venturelli (20 anos), foi aluno do Instituto Baccarelli desde os 8 anos de idade. Premiado em concursos como Paulo Bosísio, New York Artists Association, Filarmônica de Goiás entre outros, atualmente, cursa seu último ano de estudos com Hans Jensen na Northwestern University, em Chicago.

Leo Mancini tem mais de 20 anos de carreira e já levou sua música aos palcos da América Latina, América do Norte e Europa. Guitarrista das bandas Shaman e Tempestt, conhecidas no Brasil e exterior, possui cinco trabalhos em estúdio e dois DVDs lançados no Brasil, Europa e Japão.

Leciona guitarra desde os 15 anos de idade e foi professor no Conservatório Musical Souza Lima, em São Paulo. É também produtor musical e engenheiro de som desde 1997. Ao longo de sua carreira, acompanhou inúmeros artistas internacionais como Jeff Scott Soto (Talisman, Journey), Tim "Ripper" Owens (Judas Priest), Steve Augeri (Journey), Billy Sheehan (Mr. Big), entre outros.

Campanha "Tocando Juntos por Heliópolis" - Durante a live, o público poderá fazer doações para a campanha #Tocando Juntos por Heliópolis organizada pelo Instituto Baccarelli, com o intuito de minimizar os efeitos da pandemia na comunidade. Com apoio de empresas que apadrinham o projeto, a campanha que já arrecadou desde abril mais de 200 toneladas de alimentos e R$ 830 mil distribuídos às famílias da comunidade. As doações ainda podem ser realizadas por meio do site da instituição (www.institutobaccarelli.org.br) que, atualmente tornou-se também uma plataforma para divulgar a campanha, receber e organizar as doações.

Acesso ao Evento: http://www.sympla.com.br/orquestra-sinfonica-heliopolis-convida-luiz-fernando-venturelli--leo-mancini__1022989

Sobre o Instituto Baccarelli - O Instituto Baccarelli é uma das organizações sem fins lucrativos mais respeitadas no Brasil por proporcionar ensino de excelência combinando três eixos de grande importância: cultural, educacional e social.

Além disso, formou a primeira orquestra do mundo em uma favela, quebrando diversas barreiras. Com direção artística e regência de um dos maiores maestros da atualidade, Isaac Karabtchevsky, a instituição oferece todas as atividades gratuitamente e tem sua sede na comunidade de Heliópolis, onde atua há 24 anos, como agente de transformação social por meio da arte. Mais do que dar acesso ao ensino musical, o instituto mostra um futuro com mais perspectivas àqueles que, pela desigualdade, são colocados à margem da sociedade.