Cinema / Música / Palco

Curta de Casa: exposição abre alas para maestrina Chiquinha Gonzaga

Assine (é de graça) os podcasts Bom pra Saúde, Pelo Nordeste e Curta de Casa (no Spotify, Apple e Deezer)

A compositora Chiquinha Gonzaga

Olá este é o podcast Curta de Casa fazendo um convite para você acesse uma das várias sugestões da gente hoje, e não se deixe abater de maneira nenhuma pelo rigor do toque e recolher de onde quer que você esteja.

Vamos ficar de cabeça fria, colocar na conta como mais uma etapa necessária ao combate à pandemia, respirar fundo e seguir firmes, se cuidando, cuidando dos nossos, cuidando de todos. Não quero tristeza, mas força! Vamos nessa!

***

No Itaú Cultural uma exposição resgata a história de Francisca Edwiges Neves Gonzaga, que nasceu em 1847 e morreu em 1935. A nossa Chiquinha Gonzaga! Se você se acha feminista, pense em como foi retada essa mulher.

Na mostra,  documentos, partituras, capas, objetos, fotos e conteúdo musical e audiovisual biográfico que retratam a sua vida e obra, inclusive a identidade negra de Chiquinha, costumeiramente ignorada. A artista produziu mais de duas mil canções autorais e 77 partituras para peças teatrais.

Apresentações online construídas em torno de seu repertório, atividades educativas, mecanismos de acessibilidade e a confecção de um hotsite integram a Ocupação Chiquinha Gonzaga.

Edson Natale, gerente de música do Itaú Cultural, e que faz parte da equipe de curadores da exposição, fala com a gente agora.

Ouça
Ô abre alas! - Chiquinha Gonzaga - 1899

***

Começou o décimo sexto Panorama Coisa de Cinema, que pela primeira vez é totalmente online. Iven Vit chega com a reportagem.

Clique no Play para ouvir a reportagem sobre o Panorama Coisa de Cinema  (a partir de 47 segundos)

***

Eu achei simplesmente sensacional... Uma rodada de negócios entre quem cria conteúdo que pode virar uma obra audiovisual e os profissionais que fazem com que conteúdos como romances, contos, crônicas virem obras audiovisuais. Roberto Aguiar conta mais pra gente.

Clique no Play para ouvir a reportagem sobre a rodade de negócios do audiovisual (a partir de 4 minutos 16 segundos)

***

Com a gente Roberto Aguiar, nosso parceiro da revista Sobrado, que faz  jornalismo cultural crítico e independente. Acesse www.revistasobrado.com.br e curta muito!

***

Eu conheci Julies aqui na troca de informação de cultura, para a editoria do LEIAMAISba e para o Curta de Casa, isso porque Julies é jornalista. Mas como toda pessoa criativa e talentosa, tem vários outros atributos. E Julies também faz música..

O single  “Nosso Sentimento”, que ganhou novos arranjos por Thiago Stancev, está em todos os apps de música e já contabiliza mais de um milhão e meio de streamings.

No vídeo
Nosso Sentimento (Clipe Oficial) | Julies & Maneva

***

E um projeto de leitura super bacana, de uma biblioteca comunitária, promove formações online para educadoras e voluntárias. Saiba na reportagem de Laís Matos.

Clique no Play para ouvir a reportagem sobre o projeto de leitura (a partir de 8 minutos 19 segundos)

***

Literatura e fotografia em trabalhos inéditos, num projeto digital cuja inspiração são as ruas de Salvador. Só pode dar certo. É a Revista Laroyê. Conheça na reportagem de Roberto Aguiar.

Clique no Play para ouvir a reportagem sobre o projeto de literatura e fotografia  (a partir de 10 minutos 49 segundos)

***

E  com a gente cada dia mais nossos parceiros da  Rádio Nova da Língua Portuguesa que é feita por lusófonos de várias origens e latitudes. E eu quero mandar um beijo especial hoje para nossos ouvintes que estão em várias parte do Brasil e América do Sul, no Panamá e Costa Rica, nos Estados Unidos, Portugal e vários países da Europa, para quem nos ouve nas Filipinas, Ucrânia, Índia, Srilanca, África do Sul, Angola e Moçambique, Arábia Saudita, Marrocos, Malásia, Rússia, Quirguistão, Macau, Austrália!

Onde quer que vocês estejam muito obrigada e viva a língua portuguesa!

***

Mistura de dança com audiovisual dá super certo. O projeto Criações Em Dança, idealizado pela coreógrafa e gestora Cristina Castro, que vai selecionar 25 vídeos coreográficos de artistas baianos e premiar em dinheiro, encerra as inscrições neste domingo, dia 28. Corre que é bacana!

Os interessados devem acessar o regulamento e preencher o formulário de inscrição disponível no site criacoesemdanca.art. 

Pedro Moraes conta tudo.

Clique no Play para ouvir sobre o projeto Criações em Dança (a partir de 13 minutos 33 segundos)

***

Na última década, a obra do cantor e compositor pernambucano Di Melo foi redescoberta. O "imorrível", um dos precursores do soul nacional, ganhou até um documentário. Agora, artistas se propõem a dar um novo olhar para as canções dele no EP “Podível e Impodível”. 

As faixas do trabalho já começaram a chegar aos aplicativos de streaming, a começar pela gravação da cantora e compositora carioca apontada como um dos nomes em ascensão da nova geração, Julia Mestre, que chega gravou uma versão para "Conformópolis", que tem também um videoclipe. 

E Julia Mestre conversa com  a gente no Curta de Casa

Clique no Play para ouvir Júlia Mestre (a partir de 16 minutos 18 segundos)

No vÍdeo
Júlia Mestre - Conformópolis

***

E vamos falar de teatro, agora.

No dia 27 de fevereiro, sábado, às oito da noite, o público terá a chance de rever, no Novo Vila Virtual, canal do Teatro Vila Velha no YouTube, um dos textos mais emblemáticos da dramaturgia em língua espanhola, "Luzes da Boemia", do controverso escritor galego Ramón del Valle-Inclán, que ganhou versão encenada pelo diretor Santiago Roldós (Equador) a partir de residência artística com a universidade LIVRE do Teatro Vila Velha.

E mais uma vez no meu amado Teatro Vila Velha estreia domingo, 28, às nove da noite, a adaptação virtual do espetáculo "Uma Mulher Impossível (em casa)”, pelo canal do YouTube do Teatro. Com acessibilidade garantida através de tradução em libras. E ainda vai ter re-exibição dias 09 e 11 de março também, no mesmo horário.